Heitor Moreno Jr.

Pesquisador Principal
Estuda o papel de polimorfismos gênicos nos parâmetros hemodinâmicos e rigidez vascular em pacientes obesos com hipertensão resistente. Palavras-chave: hipertensão arterial resistente, adipocinas, interleucinas, metaloproteinases da matriz extracelular, genotipagem

ico_Lattesimages

Faculdade de Ciências Médicas – Universidade de Campinas

Laboratório de Farmacologia Cardiovascular

O laboratório do Dr. Heitor Moreno foca seus estudos na Hipertensão Arterial Resistente, analisando a fisiologia da doença e lançando luz sobre os problemas de saúde a ela associados. As áreas de pesquisa incluem:

  • Lesões em órgãos-alvo em Hipertensão Arterial Resistente (HAR) e hipertensos leve a moderados (HA): avaliação da função endotelial, rigidez arterial, hipertrofia cardíaca e função renal por microalbuminúria;
  • Condições clínicas associad
  • as à HAR: isquemia miocárdica, função diastólica do ventrículo esquerdo, obesidade e diabetes tipo 2;
  • Perfil hormonal e inflamatório em HAR e HA: determinação dos níveis plasmáticos de aldosterona, cortisol, insulina, adipocinas, interleucinas, e metaloproteinases de matriz extracelular (MMPs);
  • Polimorfismos genéticos na HAR e HA: genotipagem dos indivíduos hipertensos para os polimorfismos genéticos mais relevantes (genes: receptor mineralocorticoide, enzima aldosterona-sintase, leptina, adiponectina, MMP-2 e -9);
  • Estudos de intervenção com inibidores da fosfodiesterase-5 (IPDE-5: sildenafil e tafalafil) em disfunção diastólica do VE.

Supervisão/Orientação:

2 Pós – Doutorandos

4 Doutorandos

1 Iniciação Científica

  • Uso terapêutico de IPDE-5 no tratamento da disfunção diastólica do VE em HAR;
  • Uso de espironolactona como fármaco auxiliar no tratamento de HAR;
  • Descoberta da verdadeira prevalência de isquemia miocárdica em HAR;
  • Diferenças clínicas e hormonais entre hipertensos resistentes/hipertensos/normotensos;
  • Associação dos polimorfismos genéticos da aldosterona-sintase e adiponectina na HAR;
  • Acompanhamento farmacoterapêutico aumenta adesão ao tratamento em HAR.
Para entrar em contato com Heitor Moreno Jr. e seu laboratório utilize as informações a seguir:
Laboratório de Farmacologia Cardiovascular
FCM10 - Departamento de Farmacologia
Rua Alexander Fleming, 105 - Cidade Universitária Zeferino Vaz
Campinas - SP, 13084-971
+55 19 3521-9538 / +55 19 3521-9539