Jornal Nacional: Pesquisa sobre gordura marrom do OCRC em pauta

Em 2009, três estudos independentes publicados no New England Journal of Medicine demonstram que seres humanos adultos possuem tecido adiposo marrom ativo. Diferente do clássico tecido adiposo branco, o marrom é muito rico em mitocôndrias e utiliza substratos energéticos – como lípides e açúcares – para ativar o metabolismo energético, o que resulta em gasto energético para produção de calor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Essas descobertas abriram portas para o desenvolvimento de fármacos que, ao estimular a atividade do tecido adiposo marrom, aumentam o gasto energético global do organismo, sendo potencialmente interessantes para tratar a obesidade.

Veja também

Jornal da EPTV destaca pesquisa do OCRC sobre tecido adiposo marrom

Pesquisadores do Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades da Unicamp identificaram uma substância produzida no organismo que é capaz de ativar a termogênese no tecido adiposo marrom. A substância é a interleucina-10, classicamente conhecida por suas funções no controle da resposta imunológica no organismo. Essa nova função para a IL-10 amplia as perspectivas para desenvolvimento de fármacos para tratar a obesidade.

Confira, a seguir, matéria veiculada no Jornal Nacional, da TV Globo, no dia 10/01, sobre o tema, com entrevistas com pesquisadores do OCRC.

Assistir matéria no site do Jornal Nacional