O vírus zika é capaz de inibir a proliferação de células do câncer de próstata

Um grupo de pesquisadores liderado pelo professor Rodrigo Catharino, docente da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNICAMP e pesquisador associado do OCRC, mostrou que o vírus Zika é capaz de inibir a proliferação das células tumorais no câncer de próstata, mesmo sendo inativado por alta temperatura.

Uma cultura de células PC-3 (adenocarcinoma de próstata) foi colocada em contato com o vírus inativado e, após 48 horas, foi observado um crescimento 50% menor nessa linhagem em comparação a outro grupo de células que não foi exposta ao vírus inativado. A partir disso, foi feita uma análise para descobrir como o zika alterou o metabolismo das células tumorais.

Veja a matéria completa na Agência FAPESP, por Karina Toledo.

Créditos da imagem: Agência FAPESP – Flávia Luísa Dias Aldibert